Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Faz tempos que o pop não lança algo de alto nível como fez Lady Gaga com o álbum Chromatica que mereceu uma análise faixa a faixa neste blog. Você gostou? Você não gostou? Continua aqui e vamos falar sobre esse lançamento.




Este post não vai se aprofundar em desvendar os mistérios dos sinais da Lady Gaga no Chromatica ou analisar tecnicamente cada música, mas sim, demonstrar as primeiras impressões do álbum de acordo com todo o contexto do pop e da carreira da mother monster Joanne.

Vamos lá, ouvir o álbum Chromatica da Lady Gaga?

Chromatica I

A intro do álbum é bem instigante. Dá uma sensação de que vem coisa boa pela frente e de fato vem! Apesar de ser bem pequena, esta música causa um sentimento felicidade muito bom. A pena mesmo é que não é uma música.

Alice

Será que a Alice é o novo alter ego da Lady Gaga nessa era chromatica? Independente disso, a música é um conto de fadas para nós, pobres carentes de pop e dance. A música tem uma batida limpa e suave, dá pra dançar a noite toda na balada. A voz da Gaga está no ponto certo da canção, nem muito cibernética, nem muito natural, como de costume ela gosta de deixar em suas músicas.

Stupid Love

A primeira música divulgada é o novo hit da Lady Gaga. A música é empolgante e a gente consegue se jogar em cada nuance da canção, seja nas partes dançantes, quanto no trance, rap e nos "uh uh, ah ah".

Rain On Me

Uma das canções favoritas do Chromatica é Rain On Me feat da Lady Gaga e Ariana Grande. O clipe parece não ter agradado tanto pela simplicidade criativa, mas em contrapartida, a direção de arte está impecável. E claro, dá vontade da gente se jogar na chuva com essas duas divas.

Free Woman

Mais um dance no Chromatica. Free Woman é shadeira e libertadora. Quem não quer ser uma mulher livre para dançar, cantar e ser quem ela quiser ser? A batida da música é boa, mas sei que será melhor absorvida na hora que você vai no bar da boite pegar mais uma bebida ou na hora que você tiver dançando sozinha se sentindo independente de homem.

Fun Tonight

Quando você acha que vem uma balada da Lady Gaga, ela te apresenta um novo dance e Fun Tonight vai se desenvolvendo aos poucos até explodir numa super canção, do jeito que a gente gosta.

Chromatica II

A segunda faixa chromatica do álbum é mais obscura e enigmática, mas ao final dela, você fica com aquela sensação de se preparar para uma guerra. E vamos lá, encarar o que a Gaga tem para nos apresentar na segunda parte do álbum.

911

E completando aquela sensação de batalha, a música 911 vem aquecendo nossos corações para uma disputa contra nós mesmos e nossos desejos mais intensos que nos tiram do chão. A música tem uma batida incrível e a voz da Gaga está na medida perfeita! Lembra muito a Gaga dos velhos tempos.

Plastic Doll

Em seguida a 911, a música Plastic Doll vem como uma explicação do que foi a música anterior, mas audivelmente, meio que existe uma quebra de sons. Este é um ponto negativo na construção do álbum. Talvez se houvesse um non-stop entre as canções ficaria incrível. No mais, Plastic Doll é muito boa também.

Sour Candy

Esta é uma das músicas preferidas da maioria dos fãs da Lady Gaga neste álbum. Esse feat com a girlband BLACKPINK ficou incrível. A música é tão boa que se fosse somente as orientais, ficaria incrível, assim como se fosse um feat com outra diva, ficaria muito boa do mesmo jeito. Eu convidaria a Britney ou a Riri.

Enigma

Se uma música resume o álbum inteiro, esta é Enigma. Esta canção lidera as demais com todas as suas nuances. Temos uma Gaga selvagem e visceral que está dizendo que é a dona do mundo chromatica.

Replay

Se você pensa que acabou, Lady Gaga dá um replay em mais uma música fantástica. O dance não para e Replay continua com uma rainha monster visceral querendo dominar o mundo. 

Chromatica III

O terceiro interlude de Chromatica é bem mais curto que os demais, mas não fica atrás. Ele é o mais expressivo dos três e antecede uma grande canção.

Sine Form Above

O terceiro feat do álbum Chromatica é de Lady Gaga e Elton John. A música Sine From Above também é tão poderosa quanto as demais. A gente sabe que Gaga tira de letra qualquer dance, mas chocante mesmo foi ver o Don Elton John encarar o batidão da mother monster.

1000 Doves

A penúltima música do Chromatica tem um tom de despedida. Ela provoca uma sensação de despedida muito gostosa, mas este sentimento nada mais é do que o amor preso no peito da gente e da Gaga, como é demonstrado na letra da música.

Babylon

A última música do Chromatica é misteriosa e poderosa. Ela tem batidas que lembra Vogue e Express Yourself da Madonna. Se o mundo não tivesse cheio de hinos, com certeza Babylon marcaria uma geração assim como fez Born This Way.

No resumo da obra, a sensação que dá ao ouvir Chromatica inteiro é que nenhuma música fica atrás. Parece que elas seguem na mesma linha cavalgando em frente com todas as armas para vencer o seu oponente e de fato nós saímos vencidos e convencidos de que esse álbum é muito bom mesmo. É isso que queremos da Gaga!

Bottom Ad [Post Page]